• Autor Martin Pistorius
  • Ilustrador
  • Coleção Memória Inspiracional
  • ISBN 9789898086594
  • PVP 16,99 € (IVA incluído)
  • preço livre
  • 1ª Edição setembro de 2015
  • Edição atual
  • Páginas 280
  • Apresentação capa mole
  • Dimensões 150 x 230 x 18,5 mm
  • Idade

Êxito de vendas em todo o mundo, publicado em mais de 25 países, o testemunho de Martin Pistorius é uma lição de vida e um hino à força interior e à coragem.

Até aos 12 anos, Martin Pistorius era um menino igual aos outros, crescendo feliz e saudável. Nada fazia adivinhar que um dia adoeceria gravemente e que em pouco tempo deixaria de andar e falar. Para os médicos, Martin tinha entrado em estado vegetativo.

Lentamente, Martin foi recuperando a consciência. A sua mente, contudo, estava encurralada dentro de um corpo inútil, cujos braços e pernas não obedeciam e cuja voz se mantinha muda, incapaz de emitir um som. Martin sentia-se invisível, suportando o seu segredo como uma testemunha silenciosa do mundo que o rodeava, vendo a vida passar numa sucessão de dias idênticos.

Depois de 12 anos de encarceramento, Martin conheceu Virna, uma terapeuta que viu para além do corpo preso a uma cadeira de rodas e que apenas movia os olhos. Viu um ser humano na plena posse das suas faculdades mentais.

Este foi apenas o princípio de um extraordinário renascimento e o primeiro impulso para que Martin despertasse, gradualmente, para a vida. De um menino que dependia completamente dos outros, Martin Pistorius transformou-se num homem independente, que se licenciou, conseguiu um emprego e casou com o amor da sua vida.

Até aos 12 anos, Martin Pistorius era um menino igual aos outros, crescendo feliz e saudável. Nada fazia adivinhar que um dia adoeceria gravemente e que em pouco tempo deixaria de andar e falar. Para os médicos, Martin tinha entrado em estado vegetativo.

Lentamente, Martin foi recuperando a consciência. A sua mente, contudo, estava encurralada dentro de um corpo inútil, cujos braços e pernas não obedeciam e cuja voz se mantinha muda, incapaz de emitir um som. Martin sentia-se invisível, suportando o seu segredo como uma testemunha silenciosa do mundo que o rodeava, vendo a vida passar numa sucessão de dias idênticos.