• Autor Monja Coen
  • Ilustrador
  • Coleção Autoajuda
  • ISBN 9789898873545
  • PVP 13,99 € (IVA incluído)
  • preço fixo até fim de fevereiro de 2020
  • 1ª Edição setembro de 2018
  • Edição atual 2.ª
  • Páginas 128
  • Apresentação capa mole
  • Dimensões 150x230x9 mm
  • Idade

«Tu não me entendes. Para ti, tudo é fácil.»

«Sou uma farsa, uma mentira.»

«Nada me estimula. A vida não tem sentido.»

«Vou desistir deste mundo.»

Podem os princípios budistas ajudar a prevenir ou mesmo vencer a depressão, uma das pandemias dos tempos modernos?

A Monja Coen, uma das maiores figuras budistas da América Latina, acredita que sim e este livro pode fazer a diferença, já que o exemplifica de uma forma muito simples e prática. As reflexões e os ensinamentos de Buda são ajudas poderosas na superação de qualquer problema porque, se a dor é inevitável, o sofrimento é opcional.

«Tudo o que disseres, eu já sei. Não vais conseguir ajudar-me.»

Monja Coen nasceu em São Paulo, em 1947, com o nome Cláudia Dias Baptista de Souza. Foi mãe aos 17 anos, trabalhou como jornalista e teve uma juventude de excessos, chegando mesmo a tentar o suicídio.

Na década de 1980, nos EUA, começou a praticar regularmente budismo zen e fez os votos monásticos em 1983. No mesmo ano, entrou para o Mosteiro Feminino de Nagoya, no Japão, onde residiu durante oito anos e aprendeu muito do que hoje ensina. Mora no templo Tenzui Zenji, em São Paulo. Escreveu diversos livros, sendo esta a sua estreia em  ortugal.

Saiba mais sobre a autora em:
www.monjacoen.com.br