• Autor Brendan McManus
  • Coleção Memória Inspiracional
  • ISBN 9789898855626
  • PVP 16,59 € (IVA incluído)
  • preço fixo até fim de outubro de 2018
  • 1ª Edição abril de 2017
  • Edição atual
  • Páginas 240
  • Apresentação capa mole
  • Dimensões 150 x 230 x 15,5 mm

Por vezes, uma longa caminhada

Pode ser a melhor cura para uma alma perdida.

Devastado pela dor que o suicídio do irmão lhe causara, o padre jesuíta Brendan McManus desligou-se das suas crenças. Só algo radical poderia reacender a sua paixão pela vida e a fé em Deus, e foi no lendário Caminho de Santiago que encontrou a resposta para a sua demanda espiritual.

Mas nada preparara McManus para as provações que os 800 quilómetros do Caminho escondiam. Embora repleto de belas paisagens, cada etapa do percurso revelou-lhe também os seus perigos: escarpas vertiginosas, calor intenso, feridas dolorosas. Cenários de desespero que o convidaram a desistir.

As únicas forças que o motivavam a continuar eram a promessa de honrar o irmão na Catedral de Santiago, a generosidade que encontrava entre os companheiros do Caminho e o exemplo de Santo Inácio de Loiola, seu guia e patrono dos Exercícios Espirituais.

A Estrada da Salvação é a história de um homem destroçado que tenta superar a raiva, a culpa e o luto... caminhando.

Um relato inspirador para todos aqueles que desejam encontrar a paz após uma grande perda. Um exemplo de como a salvação pode ser alcançada, um passo de cada vez.

Brendan McManus é um padre jesuíta norte-irlandês. Estudou Psicologia e Tecnologias da Informação, mas foi na Companhia de Jesus de Dublin que encontrou a sua vocação. Como estudante jesuíta, trabalhou com os mais jovens, organizando retiros e peregrinações. Mais tarde, desempenhou também as funções de editor do Irish Jesuit News.

Tornou-se fluente em espanhol depois de ter estudado Teologia na Colômbia, uma competência que se provou valiosa quando fez o Caminho de Santiago, em 2011.

Trabalha ativamente na área do aconselhamento espiritual, bem como na prevenção do suicídio, em Belfast.